Mercado Pet Brasileiro
05/12/2019 07:37 em Noticia

O Brasil já ocupa o segundo lugar entre os maiores mercados pets do mundo. Só no ano passado, o setor movimentou R$ 20 bilhões e, em 2019, continuou mostrando fôlego: a expectativa é de um crescimento de mais de 5%. O país está atrás apenas dos Estados Unidos.

Esse crescimento está fortemente ligado a uma tendência cada vez mais observada nos últimos anos: a humanização dos animais de estimação. Por isso, os serviços e produtos que oferecem conforto, saúde e mimos para os nossos filhos de quatro patas estão mais em alta do que nunca.

 

 

Os velhos trapos deram lugar a caminhas quentinhas e modernas. Os restos de comida foram substituídos por rações cada vez mais balanceadas e até alimentos orgânicos. O jornal jogado no chão se transformou em tapetes higiênicos, inclusive laváveis, e caixas de areia sanitária, incluindo opções biodegradáveis, de sílica, madeira….

As idas ao veterinário apenas em caso de emergência também são coisa do passado. Hoje, muita gente já está investindo em planos de saúde para seu melhor amigo. Além de consultas, exames, internações e cirurgias, esses serviços oferecem uma variedade de benefícios, como orientação nutricional, vacinas, implantação de microchip, castração e prontuário eletrônico. As categorias mais premium incluem até sistema de reembolso, desconto em medicamentos e concierge.

A Porto Seguro, especializada nos mais diversos tipos de seguro, é uma das empresas que oferecem o serviço. A iniciativa começou há cinco anos, como uma operação à parte, mas recentemente foi incorporada à estrutura interna da companhia para fortalecer a atuação. “Acreditamos muito no negócio. Este é um mercado que vem crescendo de forma expressiva e, por enquanto, sem grandes players. Há uma chance muito grande de crescimento e de cross sell com os clientes que já atendemos hoje em outros produtos”, diz Marcelo Zorzo, diretor da Health for Pet, como é chamada.

Atualmente, 34 mil animais estão sob os cuidados da empresa, mas o executivo lembra que o Brasil possui, hoje, cerca de 70 milhões de pets. “Se pensarmos em atender 10% deste mercado, que é um número baixo, estamos falando em 7 milhões de vidas”, contabiliza. A contratação do serviço cresceu 36% de 2018 para 2019. Em 2020, a previsão é 40% de incremento – ou quase 50 mil vidas. Para garantir o índice, estão previstos investimentos em expansão geográfica (duas ou três novas capitais), aumento da rede credenciada de clínicas e hospitais e serviços de conveniência, como convênios com estabelecimentos de banho e tosa, passeadores e day care.

Para Rubens Lobo, diretor da Mister Saúde Animal, que há 16 anos oferece planos de saúde para cães e gatos, acredita que é uma questão de tempo at=e que boa parte dos proprietários de pets optem pela modalidade. “Ela é, realmente, muito vantajosa para quem deseja garantir qualidade de vida e longevidade ao seu animal, com visitas periódicas ao veterinário e atendimento laboratorial e hospitalar, sem sobrecarregar o orçamento doméstico”, diz.

Fonte: Forbes.com.br 

 
COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
********AS MELHORES OFERTAS VOCÊ ENCONTRA AQUI!********