“Potencial” vice de Bolsonaro, Magno Malta diz que Brasil quer presidente “que não glamoriza vagabundo”
12/03/2018 10:40 em Noticia

Descrito pelo pastor Silas Malafaia como o “político evangélico de maior prestígio no país”, Magno Malta é alguém sem papas na língua, que se comunica na linguagem popular e conservadora da maioria da população. Com essas características, a imprensa brasileira vem tratando o senador como “potencial vice” de Bolsonaro.

“Quem fala isso são as redes sociais. Sou candidato à reeleição [ao Senado]. Agora, minha vida está na mão de Deus. Do meu futuro não sei. A única coisa que sei é que o presidente será Bolsonaro, eu de vice ou não”, afirmou à jornalista Anna Virginia Balloussier, do jornal Folha de S. Paulo, transparecendo convicção a respeito da candidatura do deputado carioca.

Malta admite que ele e Bolsonaro têm muito em comum, desde as bandeiras que defendem ao jeito pouco sutil de defendê-las: “O povo se enojou do politicamente correto […] A gente acredita num Brasil que volte a cantar o Hino Nacional, que não glamoriza vagabundo”, enfatizou.

Ele, assim como Malafaia, apoiaram Lula (PT) na campanha que levou o ex-sindicalista ao Planalato. “Em 2002 viajei pelo Brasil ‘desatanizando’ Lula. Mas o eleitor sabe que, assim como ele, eu fui enganado. [Os petistas] fizeram striptease moral em praça pública”, comentou Magno Malta, fazendo um mea culpa a respeito do erro de julgamento cometido ao se aliar ao PT no passado.

“Deus levantou a tampa do esgoto e nós passamos a ver os ratos, conhecemos os ratos e sabemos seus apelidos. Passaram 15 anos atacando família. Por menos que isso, Deus destruiu Sodoma e Gomorra”, ponderou, como forma de destacar os valores dos quais não abre mão.

Ciente de que Bolsonaro tem falhas, Magno Malta disse ainda que não espera que “Deus mande um anjo para a eleição”, e que por isso, há um trabalho intenso para cercar o pré-candidato de especialistas nas áreas de governo, e assim, criar um projeto amplo e viável para o país. “Se ele é humano, vai ter falhas. Mas são falhas absolutamente menores do que as da maioria”, acrescentou.

Afiado

Dando mostras de que a possibilidade de ser candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro não tirou seu apetite pela franqueza, o senador seguiu a linha do pastor Silas Malafaia nas críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF) por aprovar a mudança de nome para pessoas transexuais sem a necessidade de cirurgia de mudança de sexo.

“O Supremo votou agora que o macho que se sente transgênero pode entrar no banheiro de mulher, e a minha mulher, minhas filhas não podem falar nada, para não constrangê-lo. Mas o cara pode mijar em pé, respingar o vaso todo”, disparou.

No Dia Internacional da Mulher, Malta se mostrou antenado aos memes que satirizam a ideologia de gênero, e compartilhou uma imagem com o ator Leonardo Di Caprio oferecendo um brinde: “Parabéns para todas as mulheres de verdade. Para vocês que nasceram homens e pensam que são mulheres, esperem o 1º de abril”. Na legenda, escreveu: “Eu concordo”.

FONTE: https://noticias.gospelmais.com.br/vice-bolsonaro-malta-glamoriza-vagabundo-95988.html

 
COMENTÁRIOS
Ofertas